Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de jrcury
 


Os Dezesseis Mandamentos dos relacionamentos para o homem lidar com a mulher

Os Dezesseis Mandamentos dos relacionamentos para o homem lidar com a mulher


 1- Nunca diga eu te amo primeiro


As mulheres querem sentir como se tivessem que superar obstáculos para conseguir o coração de um homem. Elas anseiam pelo desafio de capturar o interesse de um homem que tem outra mulher competindo por sua atenção, e finalmente triunfar sobre sua árdua relutância, para premiá-la com a entrega de sua exclusividade. O homem que lhe der todo o seu mundo emocional facilmente, rouba da mulher a satisfação de ganhar o seu amor. Mesmo que esteja apaixonado por ela, nunca diga isso antes de ela dizer. Mostre uma comedida compaixão por suas necessidades de luta por realizações. Inspire-a a fazer o trabalho por você, e ela irá agradecer este favor mil vezes mais.

2. Deixe-a com ciúmes


Flertarás com outras mulheres na frente dela. Não desencoraje outras mulheres de flertar com você. Mulheres jamais irão admitir isso, mas o ciúme as excitam. A possibilidade de você atrair outra mulher irá ascender sua sexualidade. Nenhuma garota quer um homem que nenhuma outra mulher quer. O parceiro que tem as rédeas da ventania dos ciúmes, controla a direção do relacionamento.


3. Você deve fazer sua missão, não sua mulher, sua prioridade


Esqueça todos aqueles clichês românticos no papel de um homem proclamando seu eterno amor à uma mulher que o complete. Apesar de qualquer manifestação contrária, mulheres não querem ser “A Única” ou o centro da existência de um homem. O fato é que elas querem subordinar-se a um propósito de vida maior de seu homem, para ajudá-lo a alcançar esse propósito com seu suporte feminino, e seguir a trilha deixada por ele. Você deve respeitar a integridade da mulher e não mentir dizendo que ela é “o seu bem mais precioso”. Ela não é o seu bem mais precioso, e se for, logo não será mais.

4. Não siga as regras dela


Se você permitir que sua mulher faça as regras, ela irá se ressentir de desprezo por você a tal ponto que nem um estuprador conseguiria. Mesmo a mulher mais forte e a mais estridente feminista querem ser lideradas, e se submeterem à um homem mais poderoso. Polaridade é a chave para um relacionamento amoroso saudável. Ela não quer ter a prerrogativa de ir até você e levar suas exigências caprichosas e seu humor instável. Suas emoções são um furação, sua alma um sabotador. Pense em você como um rochedo contra a tempestade. Quando ela se agarrar num pilar para manter-se segura contra os furiosos ventos ou pelo anseio de uma figura de autoridade para frustrar seus piores instintos, é você que deverá estar lá... forte, sólido, estável e imóvel.

5. Siga a Proporção Dourada


Dê a sua mulher 2/3 de tudo o que ela lhe der. A cada três telefonemas ou mensagens, dê dois de volta. Três presentes, duas saídas. Dê a ela duas demonstrações de afeto e pare até que ela corresponda com três mais. Quando ela falar, responda menos palavras. Quando ela se emocionar, você se emociona menos. A vantagem por trás da Proporção Dourada é dupla – estabelece à você maior valor por fazer ela ir atrás de você, e demonstra que você tem auto-controle em evitar ser pego pelos seus dramas pessoais. Abster-se da reciprocidade dela em relação à você é de igual valor de incutir nela a digna atitude de acreditar no seu status superior. No mais profundo de seu ser é isso que ela realmente quer.

6. Deixe-a em dúvidas


Devido a sua natureza impenetrável, mulheres fazem perguntas que não querem respostas diretas. Pena do homem que for direto – seu destino é o sofrimento do beta. Esquive, evite, ofusque. Ela floresce quando tem que imaginar o que você está pensando sobre ela, e murcha quando sabe exatamente como você se sente. Uma mulher pode querer segurança familiar e financeira, mas ela não quer segurança amorosa. Do mesmo modo, quando ela te aborrecer, deverá puni-la imediatamente, mas quando ela fizer certo, gratifique-a lentamente. Recompense seu bom comportamento intermitentemente e imprevisivelmente e ela jamais irá se cansar de trabalhar duro para te agradar.


7. Tenha um fundo reserva


Nunca se permita ser um homem acomodado. Um homem com opções é um homem sem carências. Isso gera confiança e um encorajamento insolente diante das mulheres, caso tenha outra mulher, um porto seguro, para te segurar no caso de você cair e se romper, divorciar ou ter uma probabilidade perdida, principalmente na solidão e no triturante período de seca. Uma mulher sabe quando dormiu com um homem que a fez abdicar uma quantidade de seu poder; quando ela se apaixona por ele, abre mão disso tudo. Mas o amor é efêmero e com o tempo ela pode redescobrir seu poder e tratar de deixá-lo. Esse é o seu último trunfo. Retirar todo seu amor e todo o seu corpo num instante irá roubar sua alma, caso você esteja diante da contemplação do abismo sozinho. Sabendo que tem outra, você poderá se virar para outra direção para poder adquirir afeição, isso irá fortificar sua estima e satisfazer sua masculinidade.

8. Diga desculpa apenas quando for absolutamente necessário


Não peça desculpa por toda coisa errada que você fizer. Isso é uma postura de submissão que nenhum homem deve nem reflexivamente adotar, não importa o quanto alpha ele for. Desculpa só aumenta a demanda por mais desculpas. Ela irá adivinhar seu arrependimento, como um gato espera sua ração numa certa hora do dia. E então seu valor diminuirá aos seus olhos. Em vez disso, quando você fazer algo de errado, você deve desconhecer sua culpa saindo pela tangente, sem recorrer a seguinte frase: “Me desculpe”. Use a manobra Bill Clinton e diga “Enganos foram feitos” ou a diga que você “se lamenta” pelo que tenha feito. Você deve admitir dois “Me desculpe”s gratuitos na vida do seu relacionamento; use-os com prudência.

9. Conecte-se com suas emoções


Situe-se à parte de outros homens e conecte-se com a paisagem emocional feminina. Suas mentes são um mundo alienígena que requerem navegação hábil para alcançar seu destino. Brinque mais no mar de emoções do que no deserto árido da lógica. Seja brincalhão. Empregue seus sentidos. Descreva em detalhes exuberantes cenários para fazer o coração dela pegar fogo. Dê a seus sentidos liberdade para perambular. PERAMBULAR. Isso, essa é uma boa palavra. Você não é uma trilha linear com ela. Você está PERAMBULANDO por todos os lados, levando-a a uma aventura. Nesse mundo, não há necessidade de fechar idéias ou redigir conclusões. Só há necessidade de SENTIR. Você está segurando sua mão e correndo com ela ao infindável, labirinto sem fim, rindo e deixando seus dedos deslizarem nas paredes de pedras durante o caminho.

10. Ignore sua beleza


O homem que treina sua mente para dominar os centros de recompensa de seu cérebro quando se ilumina diante um lindo rosto feminino, irá magicamente transformar suas interações com as mulheres. Sua apreensão e consciência irão derreter, pavimentando a trilha para uma mais honesta e controlada interação com seus objetos de desejo. Essa é a principal razão porque os maiores conquistadores se afogam em mais amores do que eles podem lidar – através de experiências positivas com tantas mulheres lindas, eles perdem seu temor pela beleza e, por sua vez, sua vulnerabilidade aos seus encantos. Isso irá te ajudar a adquirir o certo estado mental que irá fazer com que pare de dizer palavras como gostosa, gata, maravilhosa ou linda para descrever garotas que te fazem excitar. Em vez disso, diga a você mesmo “ela é interessante” ou “ela deve valer a pena para se conhecer”. Nunca elogie uma garota pela sua aparência, especialmente aquela que você está comendo. Desligue essa parte do seu cérebro que as colocam em pedestais. Avançado treinamento adicional para alcançar esse transcendente estado de destemor Zen é dormir com várias VÁRIAS mulheres atraentes (tente evitar dormir com um monte de mulher feia se você não quiser regredir). Logo, você um amante Jedi será.


11. Seja irracionalmente auto-confiante


Não importa como esteja a sua vida, ande de cabeça erguida sem se desculpar ou pedir licença. Não importa se realmente você não for o melhor partido que uma mulher pode arranjar; o que importa é que você pensa e age como se fosse. Mulheres conseguem farejar e descobrir fraquezas de um homem; não deixe que isso seja fácil para elas. Auto-confiança, garantida ou não, desencadeia uma resposta emocional de submissão nas mulheres. Auto-confiança irracional lhe dará mais gatas do que pessimismo racional.

12. Maximize suas forças, minimize suas fraquezas


A melhor das alternativas, para nós como homens, é atrair as mulheres até nossa órbita. Para conseguir facilmente e eficientemente essa atração gravitacional, você deve reconhecer seus talentos e suas imperfeições para administrar seus esforços devidamente. Se você é naturalmente um palhaço, não gaste seu tempo e energia tentando aumentar seu status num debate filosófico. Sua meta deve ser atrair mulher sem se esforçar, então dedique-se nas suas habilidades, não importa quais as sejam; sempre há uma groupie para cada atividade masculina. Exceto World of Warcraft.


13. Erre por ousar demais, ao invés de menos


Tocar inapropriadamente uma mulher no primeiro encontro, ira promovê-lo mais do que se não a tivesse tocado. Nunca deixe que uma indignação falsa feminina de sua ousadia abatê-lo; elas secretamente adoram quando um homem persegue agressivamente o que quer e faz suas intenções sexuais serem percebidas. Você não precisa ser idiota, mas se não tiver escolha, um inconsiderável idiota acaba derrotando um beta educado, sempre.

14. Deixe-a bem comida


Coma ela como se fosse sua última foda. E a dela também. Coma-a tão bem, tão vigorosamente, tão intensamente, tão imoralmente até deixá-la uma estremecente massa de carne brilhante de fluídos sexuais. Sugue-a toda, e depois sugue-a ainda mais. Beije-a toda, faça amor com ela a noite toda, e abrace-a apertado pela manhã. Possua seu corpo, possua seu agradecimento, possua seu amor. Se você não sabe como, aprenda a fazer jorrá-la de prazer.


15. Mantenha seu controle emocional


Você é um carvalho. Você não será manipulado por choradeiras, birras, berros, mentiras, joguinhos, greves de sexo, testes, alterações de humor, bolos ou “viagens” de culpa. Ela irá chover e trovejar por toda a parte e você irá abrigá-la até a tempestade passar. Ela não irá arrancar suas raízes ou te arrastar ao caos. Quando você tem controle sobre si, você tem o controle sobre ela.


16. Nunca tenha medo de perdê-la


Você não deve temer. O medo é o assassino do amor. Medo é a vitória do ego que traz a miserável solidão. Você irá confrontar seus medos. Você irá permitir que eles passem e o atravessem. E quando seu medo-ego se for, você irá se virar e encarar seu amor, e só seu coração permanecerá. Você irá embora quando ela tiver violado sua integridade, e a deixará ir quando seu coração estiver fechado para você. Ela é quem pode te destruir, te controlar. Não dê esse poder sobre você à ela. Ame a si antes de amá-la.

 

 



Escrito por jrcury às 19h44
[] [envie esta mensagem
] []





Conheça o patético roteiro e comportamento dos homens nas baladas

Conheça o patético roteiro e comportamento dos homens nas baladas

Se tem algo que mexe com o homem é balada. Os homens ficam patéticos quando emConheça o patético roteiro e comportamento dos homens nas baladas baladas. Eu não suporto o comportamento masculino e feminino na balada, mas hoje eu vou ARREBENTAR com ESSES MERDINHAS de balada e seus trejeitos e comportamentos esdrúxulos.


Esse é o roteiro de um homem que vai pra balada atualmente. Veja que patético o ritual e o comportamento:

1. Primeiro tem akeles filhas da PUTA que vão em postos de gasolina, abrem a merda do capô com akele somzão cuzão parcelado em 24 vezes e colocam funk, pagode e merdinhas eletrônicas pra se achar o fodão. Ficam tomando cuba e cerveja que nem retardados na esperança que as mulheres se impressionem com seus super carro tunados e dêem sexo pra ele por isso. Bixolas.

2. A questão do “look”, de como se vestem é especial: Colocam suas camisas baby look apertadinhas ao máximo no bracinho tosco magricelo, camisas estampadas toscas com dragão ou marcas que ninguém conhece escritos lixos em inglês. Passam akele gel vagabundo ou creme pra arrepiar o cabelo, fazer ondinhas separadas no cabelo, escondem as entradas, a careca, fazem uma palhaçada lá.

Aí Passam akele perfume que só usam pra sair (o único que tem aliás) achando que isso fará sucesso, como se desse pra cheirar algo na balada. Botam calças jeans toscas, faixazinhas ou correntinhas no pulso. Compram halls ou chiclete pra disfarçarem o bafo terrível de cerveja que estarão em alguns minutos.

3. Aí, pra ir pra balada os homens fazem malabarismos. Primeiro bebem que nem condenados pra ficarem mais corajosos pra poder dar em cima das mulheres. Então fazem esquentas toscos. Ficam animadinhos e se sentindo bem, que “hoje vão pegar e catar geral”. Todos animadinhos e felizes.

4. Entram no carro e ficam gritando e dando em cima de toda mulher que vêem na rua, soltando cantadas cretinas, mandando beijinhos, falando “uhuwww”, e se alguma perdida dá atenção ficam todos se achando o bonzão achando que “é pra mim, é pra mim”. Nada mais patético.

5. Chegam na balada, estacionam, estão todos empolgados se achando corajosos e bonitos. Aí se deparam com o que todo mundo vê na balada: Tem MUITO mais homem que mulher, e os homens são superiores fisicamente em força, altura e estilo. Isso já baixa a moral da galera então todos correm pra poder entrar logo pra comprar mais cerveja, whisky com energético pra manter os níveis de empolgação altos.

6. Ao entrar na balada primeiro checam o território, andando pra lá e pra cá, um atrás do outro, olham as mulheres de perto e recebem viradas de cara. NENHUMA olha pros caras. Aí eles ficam num local fixamente numa rodinha, com a garrafinha de long neck na mão, soltando uns passos desajeitados fingindo que curtem a música quando na verdade estão de olho em algum sinal feminino de que tem alguém interessada. Coisa que não acontece.

7. A noite vai passando e começa os primeiros atakes com o tradicional “oi tudo bem”, “qual seu nome”, “da onde você é”, “faz o que da vida”, “mora onde”, “essas são suas amigas”, “você sai sempre?”. Ou seja, o roteiro BABACA padrão que todo homem fala pra toda mulher. Aí o cara tenta fazer a cretina rodada de balada rir mas não consegue, silêncios ocorrem e a guria aponta pra amiga que diz “a gente vai ali e já volta”. Rola akele beijinho no rosto e pronto, se fudeu OTÁRIO.

8. Aí o pessoal tenta essas coisas sempre e vai tomando no cu mesmo e começam a ficar bem bêbados, da-lhe cerveja e whyski, da-lhe a circular por “lugares com mais mulher” dentro do local. Nada funciona as mulheres não kerem NADA com eles e rejeitam um atrás do outro.

9. Começa então a eskrotização: Tem homem que batem PALMAS aplaudindo pra mulheres que passam por eles achando que estão arrasando, akeles que começam a dançar que nem lacraias achando que vão impressionar as mulheres, alguns que fazem passos malucos perto da mulher achando que vão se dar bem. Outros fixam o olhar numa por horas pra ela olhar pro cara coisa que acontece em um segundo. Outros passam a segurar mesmo a guria pra beijar na base do cerco e guerra pura e se fodem. Outros ficam perto por horas do mesmo grupo enorme de gurias do lado de fora tentando criar coragem pra pegar alguma. De fato a maioria dos homens da balada tentam criar coragem pra pegar alguma.

10. As mulheres passam, com vestidos curtíssimos, saltos, cheirosas e cagando e andando pra eles e nem olhando, fazendo com o que os caras se sintam invisíveis. O desespero e desânimo começam a tomar conta. Um amigo do grupo passa a ficar bêbado demais e a cair, começa então os tiros pras muito feias que rejeitam do mesmo jeito.

11. Alguns homens mais fortes e altos conseguem pegar umazinha mas no geral a balada apenas 3% dos homens pegam alguma guria.

12. 97% dos homens que estão na balada em todas os clubes da cidade saem sem pegar ninguém. Aí pessoal paga a conta, leva akela porrada na conta por beber demais, sem pegar ninguém. Alguém sai carregando o amigo bêbado sem noção. Todos saem tentando se convencer que se deram bem na balada e se divertiram. Vão pra casa no carro, todos kietos e desanimados.

13. Chegam em casa, dormem bêbados, alguns vomitam, dor de cabeça. No outro dia a ressaca toma conta e se vê então mais pobre, sem saúde, humilhado, sexualmente frustrado e emocionalmente destruído.

14. As mulheres vão pra casa com o ego lá em cima, felizes, contentes por tantos olharem pra ela, menos pobres por não pagarem tanto e prontas pra outro dia na sua vida simples e fácil.

FIM



Escrito por jrcury às 19h37
[] [envie esta mensagem
] []





Violação de conduta

Violação de conduta
Há quem acredite que sexo seja troca de carinho, respeito, cumplicidade, mas não é só isso. Sexo tem muito haver com agressão e não estou falando de sadomasoquismo. Tapas na bunda ou até na cara, apertos, arranhões, mordidas e puxões de cabelo, se agora você não concordar comigo, resta-me supor que você é virgem. Mas existe muito mais agressão do que isso tudo, puxando mais para o lado sadista eu diria: velas derretidas, chicotadas, sufocamento e estrangulamento, submissão e a que mais me chama atenção: simulação de estupro. Sinceramente o sadomasoquismo não me atrai, e até me causa certa repulsa, mas, uma vez solicitado, a gente tem que corresponder às expectativas (dependendo do que é solicitado). Mulheres gostam da virilidade, ou seja, desse tipo de agressão (Maria da Penha que não me leia), obviamente na hora "H". É fato que a maioria das mulheres gosta de ver o lado frágil do homem, a parte sensível adormecida na hora de uma conversa. Mas não seja tão sensível assim, tenha uma “sensibilidade masculina”, não faça drama por tudo e pareça uma pessoa complicada, muito menos chore lamentações de um coração partido, isso a fará vomitar. Assim como os apertos, arranhões ou puxões de cabelo, a maioria das mulheres adora uma tapa na bunda, mas algumas (poucas) odeiam, portanto, num primeiro encontro é algo a NÃO se arriscar. O fato que agrada não é apenas uma dor prazerosa que ela sente, mas principalmente o barulho que a tapa faz. Para dar uma bela tapa numa bela bunda, a mão deve atingir a maior área possível da nádega da parceira, a fim de evitar todo o choque numa menor área, o que faria menor barulho e causaria mais dor. Abra sua mão o máximo possível, e dê uma palmada na polpa da bunda ou na lateral, são os pontos que fazem mais barulho. Depois de bater, aperte e abra a nádega de sua parceira.
O puxão de cabelo eu já disse anteriormente uma forma bem prática, com a mão espalmada na região occipital da cabeça da garota, por baixo do couro cabeludo, feche os dedos com um pouco de força, não exagere. Mas quando ela estiver de quatro tem uma abordagem mais complicada um pouquinho. Após segurar o cabelo dela com a força ideal, puxe a cabeça dela um pouco para trás, devagar, vá puxando até encostar o cotovelo nas costas dela, ela vai ficar toda “empinadinha”, agora puxe o cabelo dela no intuito de deixá-la com o rosto virado de lado, se incline e olhe no rosto dela a carinha de safada que ela faz.
Aperte a cintura dela, quando ela estiver sobre você ou em pé na sua frente, coloque o dedão naquela região mais protuberante da "bacia" dela e aperte firme, force mais com o dedão do que com os dedos que estão na cintura dela.
Lógico que todos os itens irão variar de acordo com o gosto de cada um, de qualquer forma, acredito que toda ação arriscada deve ser evitada num primeiro momento, creio que fora puxar o cabelo, dar uns apertos ou uns arranhõezinhos nas costas, o resto deve vir depois de uma certa intimidade.

A conversa

Tem homem que tem mania de falar feito neném, tipo.. "Oww faix ixo cumigu naum.." fala xério... ops.. sério, não há nada mais idiota do que isso. Não fale muito antes de começar a exercer o seu direito de usar o pênis, tente falar coisas pra excitá-la, eu gosto muito de usar a máxima "Olha só como é que eu tô" colocando a mão dela sobre o meu membro ereto, praquelas que gosta de rir você pode até usar uma brincadeira, como.. "Cuidado que tá quente" quando ela for pegar no bicho.
Agora.. na hora em que está ocorrendo o delito.. ai vai de cada um.. eu não sou muito fã de ficar narrando o ato sexual não e nem gosto daquelas que ficam falando muita sacanagem... um "me come", "vai gostoso", "olha como eu tô molhadinha", isso é legal de ouvir.. tem mulher que gosta de ouvir.. "Goza no meu pau cachorra", "Imagina meu pau entrando em você".. E quando ela não quiser transar no começo, você pode apelar um pouquinho dizendo que só queria dormir com o gostinho dela na sua boca, obviamente quando se tem intimidade, fora isso seria um tanto quanto vulgar. Use a imaginação, mas lembre-se sempre de uma coisa... ficção científica só é bom no cinema.
Eu adoro conversar com minha parceira, depois do sexo, claro. Já virei madrugadas conversando e rindo, contando piada e olhando ela sorrir, isso quando você tem carinho pela garota é bom pra cacete, mas quando você só queria transar, a vontade que tem é de chamar um táxi para ela sair logo da sua frente. Como dito momentos atrás você pode se mostrar um cara sensível, culto, inteligente, sagaz, tudo em uma certa dosagem. Eu tento ser um cara sincero, obviamente existem coisas que não devem ser ditas, até por que ela mesma não quer saber. Eu não costumo trair minhas namoradas, mas isso não significa que eu nunca traí ou que nunca trairei, o homem é um ser difícil, dizem que quando o sangue desce pra cabeça de baixo, falta sangue na de cima e isso dificulta o raciocínio e eu concordo plenamente. Fale-me a verdade.. você conhece algum homem, jovem, que nunca traiu uma namorada? Eu não conheço e vou além, todos os meus amigos não só já traíram uma namorada como ainda traem as atuais (lembrem-me de nunca divulgar o blog para eles, ou para elas). Portanto, se forem indagados sobre uma eventual traição anterior, assumam uma, somente uma, se for algo que tenha uma certa motivação (se é que existe motivação pra isso, além da nossa safadeza) conte, se não tiver, invente uma e NUNCA se esqueça da história que você contou. Homem é um bicho complicado, mas tem umas que realmente merecem.

Uma bela vez... Namorava uma garota, eu era completamente louco por ela, não só porque ela era linda e gostosa, e acreditem em mim quando digo que o apelido de "Sheila Carvalho" que ela tinha não era à toa, mas também pelo fato de nossa forma de pensar ser igual, gostávamos das mesmas coisas e o sexo era perfeito. Enfim, sinto saudades daqueles momentos até hoje, vivi por muito tempo sem nem olhar pra qualquer garota ao lado, eu tinha a melhor de todas. Para todo canto que nós íamos tinham milhares de marmanjos olhando, e eu adorava dar uns amassos nela na frente de todos, era minha forma de dizer: "Ela é minha, otário!!". Mas o namoro desandou, estávamos todos os dias juntos, dormia muito na casa dela e éramos muito jovens, isso tudo começou a desgastar a relação. Acabamos muitas vezes, mas renovávamos logo depois, às vezes no mesmo dia. Durante uma viagem de congresso, uma viagem que sempre tinha uma baderna enorme nos hotéis, do tipo de baixar polícia no hotel e inclusive aparecer no noticiário local, e corrida de gente nua pelos corredores. Os ônibus sempre vazios indo para o centro de convenções pela manhã, tínhamos que descansar, afinal, ser um estudante nos dias de hoje cansa, cansa pra caralho. Mas, nessa dita viagem, tivemos uma briga feia e eu tava muito puto com ela. Mais puto ainda fiquei eu ao saber que ela iria pra um show, o qual ela sabia que eu não iria, ela até pediu para nossas amigas me ligarem, disseram que ela queria ir e até se propuseram pagar a minha entrada, mas a decisão já estava tomada e eu queria ver se ela realmente iria, paguei pra ver, mas perdi a aposta, ela foi.. Não sei se atraído pela putaria daquele congresso (e que saudade daqueles congressos) ou por uma certa coleguinha que me assediava desde a faculdade, era outra que todos olhavam, comentavam ao pé do ouvido que tinham visto ela de biquini num dos churrascos da turma e que ela era muito gostosa, eu não vi, até por que não sou de ficar olhando pra mulher do lado da minha namorada, né pra pagar de santo não, mas é pra se ter o mínimo de respeito, convenhamos. Pela sorte do destino, ficaram sabendo que eu não fui ao show e me informaram que o pessoal que não foi estaria no quarto dessa fulana e ela também estava lá. Fui naquele quarto já sabendo o que iria fazer, já estava todo o plano na minha cabeça e eu só iria ficar dependendo da colaboração da garota. Cheguei no quarto e ela estava deitada na cama junto com algumas outras meninas, os garotos estavam todos sentados no chão, uma forma meio respeitosa e uma atitude admirável, mas eu... eu não quero ser exemplo pra ninguém, deitei ao lado dela e comecei a conversar com a turma. Eu sei o que você deve estar pensando, nós combinamos de não olhar para outras garotas ao lado da nossa namorada, apesar de ela não estar do lado, não é uma coisa que eu goste de fazer, mas apenas o calor do momento é capaz de compreender o motivo dos nossos atos, eu tava muito puto amigo, jamais deixaria uma namorada num hotel pra ir pra uma merda de um showzinho e na minha cabeça, naquela idade, aquilo não iria sair barato. Quando todos estavam entretidos na conversa, falei baixinho pra minha colega ao lado para esperar um pouco e ir ao meu quarto, que eu estaria lá sozinho esperando ela e a porta estaria aberta. Deitei na cama, fiz aquela pose de "pode chupar", deitado de barriga pra cima com o braço por baixo do travesseiro, sob a cabeça, liguei a tv e esperei ela chegar, esperei, esperei, esperei mais um pouquinho e adormeci... Acho que tinha se passado meia hora quando me acordei e minha raiva era maior ainda, lavei o rosto e passei na frente do quarto dela, onde os homens bebiam do lado de fora sentados no meio do corredor, olhei pra dentro do quarto, ela olhou pra mim e pela minha cara, ela sabia que eu não estava muito feliz. Passei um tempinho lá com os caras e voltei ao quarto pra ver se ela iria dessa vez, deitei na cama, fiz a velha posição, até que ela chegou. Pela abordagem pregressa da garota eu tava achando que iria ser muito fácil, iria fechar a porta, beijar e levar pra cama, mas não foi nada disso que aconteceu, quer dizer.. não foi, em partes.. Quando me dirigi à porta ela disse pra não fechar, que algumas pessoas tinham a visto entrar e não pegaria bem, comecei a tremer. Foi a primeira vez que trai uma namorada e o pior, era uma colega da faculdade também, elas se conheciam, apesar de não se falarem, mulher saca essas coisas e a minha já tinha sacado qual era a da outra, e pior ainda, algumas pessoas viram. A única coisa que poderia me complicar ainda mais, seria se as duas fossem parentes, todos os outros ingredientes pra uma traição mal sucedida estavam ali, foda-se, eu iria acabar o namoro de qualquer forma. Mas a pior parte não tinha chegado, a garota começou a falar que não iria ficar comigo por causa da minha namorada, isso eu realmente não esperava, ela olhava muito pra mim na faculdade e já tinha feito coisas muito mais invasivas que eu não vou contar aqui, sabe como é, né? Se alguém achar isso aqui na internet, não vou ter como negar. O fato é que, aquilo só podia indicar uma coisa, a garota queria namorar, não que ela não fosse namorável, mas a última coisa que eu queria era pular de um relacionamento para outro, queria ficar solteiro mesmo e aterrorizar a faculdade, conversa vai, conversa vem e começou a me dar uma tremedeira de principiante, não toquei no assunto de namorar com ela, mas disse que tinha a intenção de acabar o namoro e iria acabar o quanto antes possível, logo depois nos beijamos, como a porta estava aberta, nessas horas sempre aparecem pessoas pra dar o flagrante delito, sorte minha que eram meus camaradas. No outro dia acabei o namoro logo cedo depois de uma briga no meio do corredor do hotel.
Olhando hoje para trás, não me orgulho muito da minha atitude naquele dia, o que não quer dizer que eu me arrependa, acho até merecido, mas eu poderia ter feito de uma forma mais honrosa, em memória póstuma aos bons momentos vividos ao lado dela, mas, o que não tem remédio, remediado está, fiz, não nego e faço questão de contar a qualquer garota que eu esteja ficando quando me perguntam se já traí, obviamente não foi a única traição, mas como eu disse, existem coisas que elas não precisam saber e elas realmente não querem.


Escrito por jrcury às 23h34
[] [envie esta mensagem
] []





Código dos Cafajestes

 

Código dos Cafajestes

Nós cafajestes profissionais, sempre reunidos para novas conquistas, destinados a nos embriagar e encarar a primeira (2,3....) mulher de qualquer espécie que nos queira, em toda hora ou qualquer lugar, vimos promulgar, visando o bem estar dos nossos egos e a satisfação de nossa lasciva, o seguinte código dos cafajestes:

 

TÍTULO - I

DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS.

Art.1. . Não ter nenhum princípio.
Art.2. . Homem não trai, distrai-se.
Art.3. . Nunca se deve bater em uma mulher - ela pode gostar.
Art.4. . O que é bom a gente come e mostra; o que é ruim a gente não mostra, mas come.
Art.5. . Figurinha repetida não completa álbum, mas serve para quando bater o desespero.
Art.6. . Mulher é que nem "Elma chips" - impossível comer uma só.
Art.7. . As velhas desculpas ainda colam:

    I - Só a cabecinha meu amor.
II - Eu estava bêbado.
III - Desculpe, mas não me lembro de você.
IV - Vou comprar cigarro e já volto.
V - Você é a única na minha vida.
VI - Você vai acreditar na sua(eu) amiga(o) ou em mim?
VII - Meu amor ... eu te amo.
VIII - Relaxe... eu não vou fazer nada que você não queira.
IX - Prometo que não vou te trair de novo.
X - Eu posso explicar...
XI - Entenda...já estou me separando dela.

Art.8. . Cafajeste não mente - omite.
Art.9. . Canta-se mulher no atacado para se pegar no varejo.
Art.10. Não tenha escrúpulos - seja cafajeste.

    d 1. - Toda mulher gosta de sofrer.
d 2. - Elas adoram quando são feitas de chiclete.

Art.11. Toda mulher e igual - Só muda a pelagem.
Art.12. E obrigação de todo cafajeste abrir novos parques de diversões (ex-virgens).
Art.13. Mulher feia é que nem violino - vira a cara e passa a vara.
Art.14. Todo cafajeste tem que ter classe.
Art.15. Toda e qualquer mulher é objeto de seu prazer.
Parágrafo único - Mulher é bem de necessidade pública .
Art.16. O que cair na rede é "Peixe".
Art.17. Cafajeste não se arrepende - se diverte com o fatídico.
Art.18. Esposa e Namorada não são sinônimos de fidelidade.

   d 1. - Cavalo amarrado também come capim.
d 2. - As outras mulheres adoram cafajestes com namoradas, noivas, esposas e ou afins.

Art.19. Nunca deixar os amigos por uma namorada, salvo por alguns instantes, e com a finalidade de diminuir o nível de testosterona antes das conversas.
Art.20. "Praga" e "Ranço" de Ex-namoradas só saem com mulher feia.
Art.21. Bela é questão de tempo.
Parágrafo único - mulher é fase, por isso aproveite as boas fases, e guarde algumas fêmeas para o período de vacas-magras.
Art.22. Ex-namorada também serve como merenda nas horas de solidão.
Art.23. Não enjoe de mulher nenhuma, tenha sempre na agenda os telefones para "necessidades".
Parágrafo único - Convém, em alguns casos excepcionais, manter contato telefônico ao menos 1(uma) vez ao mês, para lembra-las que você as adora, ama, etc. ..., e que "necessita" delas.
Art.24. VETADO
Art.25. Negue tudo até a morte, ela acaba acreditando.
Parágrafo único - Enquanto você ainda estiver vestindo com um pé de meia ha desculpa, caso não esteja mais, vale tentar para o fato de estar vestido com uma camisinha (se estiver).
Art.26. Em casos de "necessidade", prometa tudo a uma mulher - elas adoram, acreditam, e acabam cedendo.
Art.28. E vedada qualquer recriminação ao cafajeste que embebedar uma mulher para pega-la.
Art.29. Carro não e "prostíbulo", mas pode ser motel.
Art.30. Seja prevenido - leve camisinha até para velórios - mulheres são geralmente frágeis e sentimentais.
Art.31. Não perdoe - vingue-se.

TÍTULO - II
DAS CONSIDERAÇÕES E DESCONSIDERAÇÕES.

Art.32. Não se considera nenhuma mulher.
Art.33. Homem não tem amigas, apenas as "consideram" um pouquinho mais.

    d 1 . Tal "consideração" merece algumas considerações:
I - Se vacilar cai na vara.
II - Deve-se sempre tentar alguma coisa com elas.
III - Converse algumas safadezas com elas - você saberá
do que ela gosta, e algum dia poderá ser útil.
IV - A alegação de afinidades entre vocês poderá ser
um bom método de convencimento.
d 2 . Considerar "mais" quanto amiga, não quer dizer
maior consideração quanto mulher.
d 3 . Não excetua-se o disposto nos artigos antecedentes,
sobretudo o referido no Art. 7. , I ; VII; VIII.


Art.34. Um cafajeste nunca trai o outro.

    d 1 . Deve-se sempre respeitar o amigo cafajeste
d 2 . São todos cúmplices sem distinção de Ato, fato, ou motivo:
I - Um nunca entrega o outro.
II - Um sempre encoberta o outro.
III - A culpa nunca e do cafajeste agente, sempre do cúmplice amigo.

Art.35. Se por uma breve falha de personalidade um ex-cafajeste amigo seu, começar a namorar "sério", a namorada dele é homem.
Parágrafo único - Excetua-se da denominação "namorada":

    I - Mulher que ficou em festa.
II - Merenda antiga.
III - Cachorras e safadas.
IV - Ex-namoradas

Art.36. Na contagem do escore da noite, consideram-se, entre os cafajestes, a mesma mulher que eles ficaram na noite.
Art.37. Para o disposto nesta Lei, não se considera como mulher:

    I - Sua mãe;
II - Mãe de seus amigos;
III - Sua irmã.

Art.38. Consideram-se como fêmea para os fins desta lei:

    I - Outras mães, sobretudo a de sua namorada; esposa; e ou afins;
II - Irmãs dos outros, inclusive as de seus amigos, prometendo-os,
mesmo que não cumpra, que não fará com as irmãs deles, o
mesmo que faz com as dos outros.

Art.39. Prima não é parente.
Art.40. Mulher é a parte da vagina que a gente não come.

TÍTULO- III

DAS CLASSES E CLASSIFICAÇÕES.

Art.41. Existem 3 (três) classes de mulheres: As PUTAS; as FILHAS DA PUTA; e as PATAS.

    I - As PUTAS são aquelas que transam com todo mundo, até com você
II - As FILHAS DAS PUTAS são aquelas que transam com todo mundo, menos com você.
III - As PATAS são aquelas que só transam com você,
e ficam pensando que são suas namoradas.

Art.42. Os cafajestes só pegam 3(três) tipos de mulher:

    I - As nacionais;
II - As estrangeiras;
III - As extraterrestres.


TÍTULO - IV

DAS CACHAÇAS E DAS BIRITAS.

Art.43. Cafajeste não toma 1, quem toma uma é boiola.
Art.44. Todo cafajeste que se preza é biriteiro.
Art.45. É vedada toda e qualquer recriminação à barriga de cachaça do cafajeste.
Parágrafo único - Barriga de cachaça não e barriga - é calo sexual.
Art.46. Tudo é licito quando se esta embriagado.
Parágrafo único - Faça o que quiser, só não dê a bunda. Ver titulo V com todas as suas atenuantes.
Art.47. Nunca deixe de beber com os outros cafajestes por causa de mulher. Vide Art. 19.
Art.48. Mulher é conseqüência de cachaça bem tomada.
Art.49. Toda mulher merece Uma; Poucas merecem Duas; Nenhuma merece Três.
Art.50. Quando algum cafajeste amigo seu, não alcoolizado, te der um conselho, aceite, ele sabe o que diz, sobretudo no tocante a mulher que você quer libidinar.


TÍTULO- V

DAS BOZENGAS E MOCRÉIAS

Art.51.Considerar-se-a BOZENGA toda mulher rude, bestial, cujo semblante apresente deformação aberrante e permanente.
Art.52. As BOZENGAS e MOCRÉIAS serão divididas em grupos e subgrupos com as respectivas denominações:

    I - Vassouras de bruxa;
II - Belugas;
III - Carniças;
IV - Demais denominações afins.

Art.53. Fica isento de punibilidade qualquer um que:

    d 1. - Pratique delito contra qualquer uma dessas criaturas.
d 2. - Caso o delito tiver ressonância social, o agente
concorrerá ao "MÉRITO DO GRAN-CAFAGESTIS". Parágrafo
com redação determinada pela Lei 6969/98.

Art.54. Causas excludentes de anti-juridicidade.

    I - Elevado grau alcóolico.
II - Ambiente favorável.
III - Bestialidade absoluta do ser.

Art.55. Considera-se induzimento a erro essencial, aquele que para satisfazer interesses exclusos, induzir ao amigo a agarrar alguma dessas criaturas.

    d 1. - O agente passivo esta isento de culpa ou dolo.
d 2. - O agente ativo perderá o titulo honorifico de
"Cafajeste", sendo excluído das disposições desta Lei.


DISPOSIÇÕES FINAIS.

Art.56. Mulher é o melhor ser do Universo. Nós não conseguiríamos viver sem elas, afinal de contas, quem irai lavar; passar; cozinhar e costurar para a gente?
Art.57. Acata-se disposições em contrário (diminui-se a concorrência).
Art.58. Este Código entra em vigor toda vez que um cafajeste começa a encher a cara, e sua vigência vai até ele morgar.

Sanciono e dou fé.
Zequinha Cypriano - Presidente da CECABRA - Central dos Cafajestes do Brasil.



Escrito por jrcury às 23h29
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]